Renovar instalações elétricas é fundamental para segurança em residências




A energia elétrica é indispensável para uma boa qualidade de vida, além de proporcionar evolução tecnológica para a sociedade. Ao mesmo tempo, usada de forma inadequada é muito perigosa e pode ocasionar graves acidentes. Descargas elétricas, queima de aparelhos e, até mesmo, incêndios podem ocorrer se as instalações elétricas internas não tiverem a manutenção necessária.

A falta de manutenção, instalações antigas e as “famosas gambiarras” são as causas mais comuns para esses acidentes. Segundo o Anuário Estatístico da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), apresentado em 2019, o Nordeste é a região com maior número de registros de casos de morte por choques elétricos.

“Instalação defeituosa, como fios expostos, tomadas quebradas e ausência de disjuntores de segurança, bem como a falta de manutenção nas instalações elétricas oferecem riscos e causam sérios problemas como choques e curtos-circuitos”, destaca o técnico em segurança no trabalho da Cemar, Rogério Farias. Ele ressalta ainda que os incêndios residenciais também são uma das grandes consequências da defasagem dessas instalações.

De acordo com as regras da Aneel, a responsabilidade de manutenção interna é do cliente. E simples ações da população podem evitar acidentes e salvar vidas. Confira algumas orientações da Companhia sobre segurança:

- Fazer a manutenção periódica das instalações elétricas internas e redimensioná-las e/ou renová-las sempre que preciso (sugere-se a revisão no máximo a cada 5 anos);

- Usar protetores de tomadas sempre que estiverem fora de uso para evitar a exposição de crianças pequenas ao risco de contato com a eletricidade;

- Desligar o disjuntor no quadro de distribuição, antes de qualquer serviço que envolva o contato com a eletricidade em casa;

- Não fazer uso de eletrodomésticos e/ou eletroeletrônicos conectados à tomada durante tempestades e vendavais;

- Evitar o uso permanente de benjamins, extensões e T’s, preferindo a instalação de novas tomadas

Em casos de acidentes elétricos, a população deve entrar em contato com a Central de Atendimento da Cemar 116 e com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193.

Nenhum comentário:

Postar um comentário