.

Buriticupu agenda sessões do Tribunal do Júri para março

 



A 2ª Vara da Comarca de Buriticupu divulgou a pauta de sessões do Tribunal do Júri para este início de ano. Conforme agenda divulgada pela unidade judicial, serão quatro júris no mês de março, a saber, nos dias 15, 16 e 17, todos a serem realizados no salão do júri do fórum local e presididos pelo juiz titular Bruno Barbosa Pinheiro. Entre os julgamentos, destaque para a sessão que terá como réu Genilson Sousa Santos, acusado de crime de tentativa de feminicídio, tendo como vítima R. P. M., que ainda sofreu violência sexual.

A denúncia narra que no dia 31 de julho de 2021, no Povoado Vila Santa Maria, zona rural de Buriticupu, o denunciado teria praticado atos libidinosos diversos da conjunção carnal em face da vítima R. Por ela ter reagido, o homem aplicou-lhe múltiplos golpes de arma branca, tipo facão, que resultaram em incapacidade para as ocupações habituais por mais de 30 dias, perigo de vida e debilidade permanente (amputação de mão direita).

A mulher estava sozinha em sua residência quando se dirigiu até o banheiro da casa, ocasião em que foi surpreendida pelo denunciado, seu vizinho, morador do local e pessoa conhecida da vítima, tendo o mesmo a segurado pela boca impedindo-a de pedir socorro. Ato contínuo, o denunciado praticou atos libidinosos diversos de conjunção carnal apalpando os seios da ofendida, chegando a deitar-se por cima da mesma com o propósito de praticar conjunção carnal, porém a vítima reagiu, quando então passaram a travar luta corporal, sendo que a vítima após muito esforço conseguiu se desvencilhar do algoz.

Em seguida, o denunciado pegou um facão que estava em um dos cômodos da casa e partiu novamente para cima da vítima, dessa vez com intenção de matá-la, tendo desferido múltiplos golpes que a atingiram na região da face, crânio, membros superiores, inclusive chegando a quase decepar uma das mãos, só não logrando êxito em consumar sua sanha criminosa pelo fato da vítima ter passado a gritar pedindo socorro à vizinhança, além do fato de ter escutado o som de uma motocicleta em frente à casa da vítima, o que fez com que o denunciado fugisse.

A vítima, bastante debilitada, ainda conseguiu andar até a rua, onde foi socorrida por populares e encaminhada ao hospital municipal. A polícia foi acionada e após realizar diligências conseguiu localizar e prender o denunciado em outro povoado, que confessou a autoria dos golpes de facão, porém negou a prática dos atos libidinosos sob afirmação de que sua intenção era a de subtrair bens do imóvel, ou seja, crime contra o patrimônio.

OUTROS JÚRIS

O julgamento do dia 16 terá como parte ré Maria Nelde Lima Feitosa, acusada de homicídio praticado contra Antônio de Menezes Farias. Já no dia 17 serão dois julgamentos. O primeiro trará como réu o homem Edson Veridiana da Silva, acusado de ter matado Maria Domingas de Sousa pereira. No segundo júri do dia, o réu será José Francisco Lima, acusado de prática de crime de homicídio simples, que teve como vítima Daniel de Sousa Pinto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário