Júri absolve homem acusado de tentativa de homicídio

O juiz José Francisco Fernandes, titular de Paraibano, presidiu uma sessão do tribunal do júri nesta semana. O julgamento, ocorrido na segunda-feira (10), teve como réu Daniel Pereira Fonseca, acusado de tentar contra a vida de Cláudio Eronildo de Sousa, em crime ocorrido em julho do ano passado. O réu foi absolvido.

De acordo com o inquérito, o acusado teria, por motivo fútil, tentado contra a vida de Cláudio Eronildo, utilizando-se de duas armas brancas. A vítima estava na praça, ingerindo bebida alcoólica com mais três amigos.

O acusado teria se aproximado e xingado a vítima. Eronildo, em seguida, derrubou Daniel. Irritado com os fatos, Daniel foi em casa e voltou armado com duas facas.

Ato contínuo, ele teria tentado esfaquear Eronildo, acertando um corte na axila da vítima.

Policiais que faziam a ronda nas proximidades socorreram Eronildo e, depois, foram atrás de Daniel. Horas depois, os policiais capturaram Daniel e o autuaram em flagrante delito. Na delegacia, Daniel Fonseca confessou o ato delitivo.

O conselho de sentença reconheceu a autoria atribuída ao acusado, mas o absolveu por maioria.

Além do juiz presidente do júri, a sessão teve a atuação do promotor de Justiça Gustavo Pereira Silva e da defensora Kyara Gabriela Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário